Metralhadoras

a3aed-auge2bda2bsolid25c325a3o

Cobranças me despertam

[toda noite]

no sonho, sonho guerras, mutações, gritos e estrondos

como canção de ninar

na real não há afeto,

sobra sexo, selvageria…

na euforia, os tiros confundem-se com adrenalina.

êxtase gratuito, urgência primitiva.

corpos malhados, suados de medo [reprimido]

violações passadas entre gerações

[tão feio, doloroso e comum…]

O silêncio cala o medo disfarçado de vergonha

pelo que não sou, pelo que não consegui

[por tudo que nunca entendi…]

Anúncios

Um comentário em “Metralhadoras

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s