Bela Ira

Foge de mim o tempo de ontem
Foge-me o chão, o porto
O seguro…

Me reviro
Viro, mudo
Deito, calo, adormeço
Reinvento

Não acordo.
Sigo o sonho
De transformar tudo
Em beleza

Desejo transformar em lira
O que a ira me dá de dissabor.

Ao amanhecer
A alegria
Há de me trazer
O meu amor.

Anúncios

Um comentário em “Bela Ira

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s