Vejo cores em você

 

“Meu rigor está

em não trair

o que estou sentindo.”

– Adélia Prado –

Leminski...o destino

Vejo cores nas pessoas que olho nos olhos.
Percebo as nuances que mudam
ou (a parte triste) a cor que não reage, não muda.

Havia me esquecido que certas cores – em pessoas –
Fazem-nas parecer quase irresistíveis.

Falo do apelo de energia, da magnitude que espargem com suas cores vibrantes.
É uma gente apaixonada por seus sonhos…
sábios incontidos na própria embalagem.

Falo de uma gente rara, que inebria pelo brilho do olho.
Gente que pesa, pensa, equilibra
– e que também resiste, pra não perder a mão –

Falo dos gigantes que existem em nós e que, por medo ou insegurança, aprisionamos.
Até que percam a força ou se apaguem pela falta de contato…
ou plateia…

 

 

Anúncios

5 comentários em “Vejo cores em você

      1. Suas lindas…perdoem-me a brincadeira com a Taty. Sim, foi formatado como poema e ainda que não fosse, aos olhos de vocês, tudo vira poesia e beleza.

        Beijos doçuras,

        Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s