Maio, Abril, Janeiro? Afinal, em que ano estamos??

 

“A Lebre de Março vai ser interessantíssima,

e talvez, como estamos em maio,

não esteja freneticamente louca…

pelo menos não tão louca quanto em março.”

– Alice no País das Maravilhas – Lewis Carroll –

Esse senhor nobre e sorrateiro, que é o tempo, resolveu competir com nossa dinâmica tecnológica e apressou seu passo de tal forma, que não é raro, perdermo-nos nele.

Já sou figura assídua na contramão das maiorias, mas fui levada a pensar, por esses dias, que meu status de perdida anda se estendendo por tempo demais por estas bandas. Por mais que, em linhas gerais eu tenha entregue à vida a responsabilidade do “tempo certo” de me fazer retornar ao “eixo”, ando desconfiada de que até o eixo se perdeu na rapidez do tempo.

Hoje, cobraram-me prazos e respostas, que eu jurava necessárias para Abril e, ao pagar contas, também fiz uma confusão danada com Abril e Maio, parece que perdi o sentido para o qual seguem os ponteiros. Cismei que Abril começava e que seria praticamente eterno, pelo visto. Ousei pisar no freio e respeitar meu tempo interno, o tempo que este corpo urge enquanto o prezado senhor, acelerou as horas e no meio do caminho, fez nascer Maio, esse mês que, pelo pouco que consigo apreender, parece que este ano no Brasil, mal será notado, visto que se vive uma ânsia atroz por Junho. Já ouvi várias colocações sobre eventos e projetos para Junho, de formas que, num repente, tornei-me folha em branco a procura de registro. Oi? Ainda lembro do Natal e o ano de novo começou ontem. Até Abril, falavam em Copa, agora já ouço milhões de notícias e projetos de 2016 são cobrados. Olho para os ponteeiros que um dia, ajudaram a nortear minha existência, mas hoje, tenho dúvidas sobre o funcionamento eficaz das bússolas.

Ando regida pela estranheza, um desconhecimento contumaz do mundo que habito e de meus coleguinhas, até outro dia humanos, hoje funcionando como robôs ou deuses. Sem medo de errar, perdi o trem bala que mudou de nível aos que acompanharam o sr. Tempo. Fiquei aqui, ensimesmada e absorta no rasgar de folhas que meus dedos teimam e perdi a estação, a hora, o dia e, provavelmente o ano.

Onde estou e pra onde vamos?

Anúncios

Um comentário em “Maio, Abril, Janeiro? Afinal, em que ano estamos??

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s