Aparências

” Vou à janela esperando ….

mais triste, devo-te isto:

voltar a amar a vida como agora amas,

inteiramente, a tua morte.” 

– Lya Luft –

Angel & Demon

Na fragilidade da mente
A gente finge que se engana
Olha lama e pensa terra
Olha terra, pensa barro,
Vê chão e pensa pedra.

E como a gente erra!

Vê belo e pensa oco
Vê livre e pensa uso
Olha sorriso e vê consentimento

Tormento.

Vê tímido, enxerga distância
Vê alegre, acha fácil
Vê gente, pensa coisa.

Que doida!

A cara da gente
Não escreve sentimento
Lamento
Quem enxerga demais
Ouve de menos
Ilude, finge…

Vive?

Anúncios

2 comentários em “Aparências

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s