Há um homem aqui

Há um homem em minha garganta.
Não consigo pronunciar seu nome
Nem tampouco respirar sem lembrá-lo.

Quero engolí-lo ou arrancá-lo daqui
E isso não sai.
Agarrou-se em minhas entranhas
E não há distância ou tempo que o retire daqui.

Há esse homem…
Que está entalado em minha garganta
E me impede de gritar minha partida

Há um homem em minha garganta
E ele há de só existir ali
Até eu o engolir.

Anúncios

Um comentário em “Há um homem aqui

  1. Minha amiga,

    Quando há uma memória tão forte relacionada a certa situação, o que se pode desejar é que este homem se transforme, o mais rápido possível, em uma sutil lembrança, que já não faça doer.

    Amém e que assim seja!

    Poema que faz vibrar cada pedacinho da alma… ^^

    Beijo carinhoso de quem te ama MUITO!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s