Duvida de Ano Novo

 Se olho pra trás,
 Enxergo enganos,
 Tolos, tantos…
 Me canso e não me mexo.

 Se olho adiante
 Não vejo,
 Não sei,
 Duvido.

Se olho pro agora,
 Respiro.
 Navego a deriva
 Segurando na proa.
 Só aspiro
 Não me perder mais
 Entre divagações 
 Ilusões,
 Histórias toscas.

 Ou quebro durante os temporais 
 Reais da vida…
 Ou acabo aportando
 Nalgum porto seguro.
Anúncios

Um comentário em “Duvida de Ano Novo

  1. E como é bom, em algum instante ou lugar, poder ter realmente um porto seguro, um colo, um olhar…

    Não adianta – seus poemas sempre despertam em mim essa vontade imensa de fazer rimas, que saem com uma naturalidade nunca antes visitada!

    Sabe… o caos se instala mesmo na gente, trazendo dúvidas e grandes angústias, no passado, presente e futuro…

    Mas, sinceramente, penso que isso aconteça para testar o tamanho da nossa força que, no seu caso, não é pequena – nunca será!

    Que o tempo, esse sábio, junto à vida, outra mestra, tragam as respostas necessárias a você neste ano que se inicia.

    Te amo!

    Beijos!!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s