Luas de Silêncio

Em noites de silêncio
Me preenchem luas inteiras
Ouço corações soltos no mundo
Tons descordenados a espreita.


Em noites de silêncio
Te sinto próximo
De olhar esfomeado
Perigoso e curiosamente manso


Nossos silêncios juntos
São quebrados
Pelas luas cheias do caminho
Nossa fome, propiciou um encontro
Que se transforma em profundo carinho.


Vem devagar,
Invade meu mundo
Intenso e profundo
Devagar…


Uiva, se joga, me namora
É noite, a lua é cheia,
O tempo nos chama
O silêncio deixa escapar um sussurro:
– Já é hora…


Esquece o medo
Porque se não me devoras
Meu fogo
Te incendeia.

Anúncios

2 comentários em “Luas de Silêncio

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s