Falsa

Acorda alma e vê
Que cansa e não encanta
Essa falsa face tua
Essa boca que escarra palavras
Pueris e vis, sobre tudo.
Falsa alma tua, vazia
Fria vida essa
De quem vive 
Tão pequena,
Tão tacanha,
Tão feia
Que precisa fingir-se de legal
Apenas para envenenar o alheio
Falsa vida tua,
A quem apenas me refiro
Por pena,
Por nojo,
Por engano.
Falsa existência essa
Que sequer sabe o que dizer do outro.
Tenho pena dos teus olhos
Que só conseguem te enegrecer
A alma, a vida, a gente…
Aliás…me pergunto:
Será que você tem vida
Ou apenas gostaria de viver a minha?
 
Anúncios

Um comentário em “Falsa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s