Banho Quente

A madrugada me acordou ardendo

Minha pele em brasa, corpo acordado
Na tentativa de te tirar de mim,
De jogar pelo ralo a lembrança,
Fui pro chuveiro.
Nada como água pra lavar a mágoa,
Pra amenizar o fogo,
Pra lavar…
Ducha aberta, quente,
Fecho os olhos e a água cai…
Se espalha no meu corpo
Enquanto a minha mente sai de mim…
Em segundos, já não estou só,
É você que me espalha a água pelo corpo,
Com os toques fortes, me ensaboa a alma
Você, que enquanto me lava, me leva consigo
Me tira do banho e me invade em terrenos outros
E é a tua mão que me esfrega,
Esse toque, essa força…
Me limpa da vida regressa e me imprime você
As mãos que me lavam…me remetem…
A pele, embaixo d´água
Ferve…me lava, me leva…
Bebe de mim a água que cai
Me lava por dentro, as entranhas, o sexo, a vida..
Um banho…era pra te lavar de mim
E só consegui te querer mais aqui…
Me lavando, me levando, me lambendo, me enxugando…
O banho era meu, pra aliviar o calor que você deixou aqui
Queimando com a ausência
E a água caindo, espalhando o corpo
Esse sabonete impregnado de você…
Porque esse corpo invadiu meu mundo,
Tomou meu prazer pra si
Me bebeu a alma
E me deixou aqui…
Queimando, lavando a memória da pele,
Do banho, do beijo, do sexo…
Anúncios

3 comentários em “Banho Quente

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s