Eco de amor

Manhã de sonho doce, essa que te trouxe
Delícia de ilusão que eu sonhei a vida toda
Meu tesão impresso no corpo de homem
Que o desejo do coração insiste em chamar: Meu.

Tarde de risos, bebidas, beijos de amor
Saudades infindas da boca perfeita, matando
Sedes constantes de uma paixão inusitada.

Da tua falta, fiz meus excessos de declarações
De amor, de carinho, de cuidado
Te fiz meu, nos meus sonhos de ilusão
Enquanto a tua realidade me nega

Me esfrega teus medos, incertezas, desafeto
Me esnoba com essa falta de vontade em se dar
Me joga fora da tua vida antes de eu entrar.

Dias de encaixe perfeito,
De sentimento saindo pelos poros
De vontades satisfeitas, 
De aprendizados novos do meu corpo

Dias de prazeres novos,
De ilusão renovada
De sentimentos intensos.

E a minha teimosia grita
Meu ego bate os pés numa agonia imensa
Meu coração quase para de tristeza
É isso. Foram-se os dias
Foi tanto amor entregue
E de volta…apenas o eco de mim mesma…
Sozinha…
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s