Respiro, inspiro, tento. Procuro alento, sublimação pro tormento. Preciso de ar, estou na frente do mar e não encontro…ar…Tá chovendo? Não…é salgado, devem ser gotas do mar. Cadê meu pai, meu alento, cadê eu, onde fui me enfiar logo agora que preciso de mim? Tá chovendo? Preciso respirar…devo ir pra academia, malhar, esquecer tudo, fazer de conta…Como faz pra parar de pensar? Eu sabia, devia ter ido aquela aula de meditação e filosofia…é a vida…tá escorrendo…é a vida…é o mar? Tá chovendo? Estou me perdendo…já fui…ou nunca existi? Vida…chuva, mar…cadê meu vinho? Sei lá…não consegui lembrar. Para de pensar…queria saber dizer se está chovendo, se é na vida lá fora ou se é aqui dentro que tá chovendo e essa sou eu…morrendo…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s