Voz e coração


Hoje, no meu telefone, ouvi tua voz.
E eu gelei. Essa voz…
Ai, que saudade gigante dela.
A voz era fria, impessoal,
Distante…
Dentro de mim,
O coração vira um vulcão
E explode.
Você, meu telefone…
Um ano depois…
Deus! Quanto tempo…
Retorno ansiosa o telefonema
E a voz fria responde num sussurro:
Te ligo depois.
Ah! Depois de uma eternidade
O telefone toca e,
Finalmente não é mais um engano.
Você…
Frio, impessoal, se desculpando…
De quê?
Mil coisas, mil sentimentos
E uma voz…
Aquela voz…
Que me fez sonhar, que me tirou do sério,
Que me roubou o eixo,
Que me matou um mundo!
A voz mais importante do meu planeta
Ressuscitou!!
E mesmo longe, distante, impessoal
Na terceira ligação
Já nem tão frio…
Rimos, formais e distantes
Mas eu, louca
E esse coração errante
Não tenho dúvidas,
Se o erro foi passado
Deixa o futuro ser diferente
Vem aqui, com essa voz…
Vem pra gente brincar outra vez,
Vem pra gente se perdoar dos maus tratos
Pelo desamor.
Eu sei, o amor se foi,
Mas a tua voz e o meu coração
Não mudaram não…
E hoje, só por hoje,
Eu te quis aqui…
Anúncios

4 comentários em “Voz e coração

  1. Voce é magnífica. Quando entrei em teu blog, logo me apaixonei…primeiro por ti, depois por tuas poesias, lindas…não sei te dizer o porque dessa atração pela tua alma. Talvez seja porque também tenha eu a sensibilidade das escritas? Não sei, o que sei, é que louco por ti estou…

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s