Amo

Amo de ti do falo a fala…amo de ti, qualquer coisa que cala. Amo a tua presença, essa marca que deixou ao sair. Amo o frio na alma que me provoca a menor possibilidade da tua (re) existência, amo até mesmo a tua ausência. Amo-te o riso, o crivo dos dentes na minha pele. Essa pele que nunca se refez, não cicatrizou do teu beijo, dos dentes, da língua em brasa que me queimou cada centímetro do corpo. Amo o teu corpo. Amo tua alma, o ar contido, a tua necessidade de fuga. Amo a tua luta pra ser certo, distante da energia pulsante que nos abala. Amo a tua existência, não importa onde. Amo a falta de eixo que me dá, amo essa viagem de tempo que faço na tua lembrança. Amo-te quando não está perto. Amo-te agora. Aqui. Dentro. 
Anúncios

2 comentários em “Amo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s