Aparências…

Na fragilidade da mente
A gente finge que se engana
Olha lama e pensa terra
Olha terra, pensa barro,
Vê chão e pensa pedra.

E como a gente erra!

Vê belo e pensa oco
Vê livre e pensa uso
Olha sorriso e vê consentimento

Tormento.

Vê tímido, enxerga distância
Vê alegre, acha fácil
Vê gente, pensa coisa.

Que doida!

A cara da gente
Não escreve sentimento
Lamento
Quem enxerga demais
Ouve de menos
Ilude, finge…

Vive?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s