Senhora das águas

Dia cinza, 
Nuvem cheia
Lá fora venta
Aqui aconchega
Cai um pingo
Garoa fina
Vem tempestade…
Olho mar lá fora
Revolto, gigante
Profundezas nos cobrem 
Águas acima e abaixo de nós.
Andarilhos correm da chuva
Fogem das águas.
As ondas do mar
Tomam conta
As águas do céu
Tomam conta
Tanta água
Emoção revolta
Fria e tempestuosa
Lá fora são águas
Aqui são emoções
Há um tempo que tudo se encontra,
Aprofunda, afunda
Remexe e renasce.
Está frio lá fora,
Aqui tem fogo
Ameno, sereno, tímido,
Esquenta…
Aqui tem vida
Lá fora a vida se refaz
Aqui, ela tem pudor
Se repensa
Reinventa
Se encolhe 
Fica pequena.
Doma o tsunami que passou.
Hoje, a tempestade é lá fora…
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s