Sede

Fui acometida de repente
Por um desejo ardente
Uma saudade insana
Cacei entre móveis e coisas,
Sentimentos…
Que tormento, que tara,
Procurava entre meios
Gracejos, palavrões e tralhas
Disfarçando ansiedade
Procurando não sei quê
Até achar-te
Era ela…
A tua boca,
Essa delícia em prosa e verso
Que me deixava louca
Quero agora,
da boca tua,
A bebida inebriante
Do teu beijo.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s