Estrada

     Juro que me havia esquecido da delícia de dirigir por aí. Tanto tempo que não fazia isso… Agora a estrada nua, vazia, livre a minha frente. E lá fomos nós, claro que resisti muito antes de pegar a direção, mas a insistência foi tão boa, que só tive a escolha de ceder…e fomos…Carro e avião são duas delícias pra mim, no dia de sol que se apresentou então…fiz o pedido: -Posso deixar as janelas abertas?- A resposta, acompanhada de uma gargalhada deliciosa: -Claro!

     Rindo como criança feliz, baixo as janelas, vento na cara, música embalando nosso passeio lindo, e na nossa frente, tudo, o mundo se abrindo, seguimos observados pelo verde intenso ao redor, vegetação fechada, sol brilhante, grandes pastos, montes, serras e vamos…saímos do asfalto, pegamos estrada de chão, terra. Sobe um cheiro conhecido de orvalho ainda molhado e terra subindo a medida que passamos, agora, a nossa volta, surgem boiadas inteiras, cavalos soltos, lindos…tanto bicho, tanta vida, tanta estrada, tanto Deus!

     Ao som delicioso de Metálica, MPB e Sertanejos vamos seguindo, entre sorrisos, pequenas broncas, que me chamam a atenção para não me empolgar tanto, já não posso correr como gostaria, os pardais agora nos entregam, denunciam que apostamos corrida com os pássaros amigos. Seguimos sem hora pra chegar, sem pressa, quase sem rumo, já que qualquer parada é possível pra nós. O céu no chão parece estar, sem trânsito, sem avião…Seguimos, embevecidos com a paisagem, o momento, o encantamento num todo, é quase a minha primeira vez…sempre é a primeira, o som é novo naquele contexto, nunca havia visto aqueles cavalos e, olha lá…naquele canto…tem uma cachoeira bonita derramando suas águas, é Oxum a nos saudar.

    Fomos assim, subindo e descendo serras, vislumbrando matos, cachoeiras, espetáculos da natureza, fizemo-nos também espetáculos pra saudar o presente divino. Nos entrosamos, rimos, cantamos, silenciamos em muitos, muitos momentos que nos aproximaram mais…Estávamos os dois com Deus, com nosso mundo invisível, fazendo nossas preces de agradecimento e pedidos. Seguimos…e eu, ali, dirigindo, deixando um mundo pra tráz…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s