Constâncias

    
     Sempre que lembro
     Inconstante, mexicana,
     Exagerada.
     Me empolgo
     E na mesma medida,
     Desapaixono, largo,
     Esqueço.

     Rainha de montanha russa,
     Me atraem constâncias,
     Atitudes sérias,
     Tímidos, óculos,
     Intelectos,
     Belezas usuais,
     naturais, mansas.

     Desconfio como bicho
     De muito elogio,
     muito riso,
     muito tudo.

     Eu mesma, exagero,
     Com medida,
     Reticência, reserva.

     Levam-me momentos,
     Cheiros, olhares.
     Mas não me ganham.

     Ganham-me constâncias,
     Dia-a-dia,
     Rotina,
     Atitude.

Anúncios

Um comentário em “Constâncias

  1. O mais constante dos inconstantes conta o que conta, o que é essencial mesmo supérfluo, e pinta o verde mesmo não sendo esperança, e nada espera mesmo que nada perca. Ou se perde tudo, a constãncia da inconstância verte lágrimas de dor e sorrisos de socorro.
    Vai, constância, deixe de ser-se…Há braços abertos, inertes, esperando…

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s