Vícios cíclicos

A vida segue adiante
Livre, solitária e errante.
Caminho para longe do passado
Deixo de lado dores sentidas,
Feridas abertas.
Meu tapete interno virou meu melhor amigo.
Guarda bem embaixo de si,
Todas as mazelas do meu coração.
E porque não?
Larguei meus pesos por aí
Jogo fora lembranças inúteis,
Sentimentos largos,
A reciprocidade de uma parte da vida.
Sigo em frente
Construindo meu reinado
Solitário,
Pacífico,
Amado.
Entre brilhos e cansaços,
Me refaço,
Me procuro,
Me encontro outra…
Nova, envelhecida,
Tão ávida e vazia
Mas infindavelmente
Mais forte,
calma, intensa
Inteira (?)
Nunca mais…
Sigo cíclica…
Viciada em profundidade,
Credulidade amorosa
Vício de vida verdadeira.
Viciada em riso,
em prosa,
em troca…
Ciclicamente viciada
na minha fidelidade canina,
disponibilidade irritante
Para um ser errante,
mas terrivelmente viciável……

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s