Palavra poeta

     Diz-se que o poeta não pode sentir sem escrever.
     Penso que o poeta escreve para não morrer.
     Se não escrever há de morrer afogado em sentimento,
     Queimado pelo excesso de palavras não ditas,
     Torturado com todo sentimento não exposto.
     O poeta ao não escrever, assina seu óbito
     A melancolia da falta de palavras postas há de sufocá-lo.
     Vai murchar tal rosa sem água
     Tornar-se seco como planta esturricada pelo sol cortante.
     O poeta vive viciado na palavra,
     Dela é dependente.
     Contente, vive a ser temente do dia em que lhe faltará.
      É a bíblia do poeta: a palavra.
      Sua vida, sua água,
      Sua centelha divina.
      Que a vida me tire a própria vida,
      Mas que mesmo no túmulo,
      Hajam palavras.
Anúncios

Um comentário em “Palavra poeta

  1. Querida claudia,

    Seu texto esta maravilhoso! Tem toda a razão, para nós poetas as palavras se tornam a essência da nossa vida. Se não pudermos revelar os nossos sentimentos, desejos e emoções, com certeza a partir deste momento teremos deixado de existir. Adorei a linda reflexão que você fez sobre este assunto, meus parabéns!

    Desejo todo o sucesso do mundo pra ti!

    Abraços e um ótimo final de semana!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s