Saudade da lembrança

E eu te quis assim
Meio bicho, meio gente,
Desse jeito malemolente.
Jeito de sonhador,
de conquistador,
de quem vive aqui
e o daqui a pouco
pode não existir.
Eu te quis assim.
Aqui, comigo,
pra mim.
Das mãos que me acariciaram
restou o toque.
A lembrança,
de um prazer imenso.
Da boca que me tocou
Lembro o beijo,
o gosto.
Do olhar que conversou comigo
Lembro tudo,
a cor,
a expressão,
as palavras…
Do homem que esteve comigo
lembro a silhueta,
as mãos,
o beijo,
os olhos.
Da presença que me fez companhia
Lembro da saudade…
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s